Profile

Join date: May 8, 2022

About
0 Like Received
0 Comment Received
0 Best Answer

[AO VIVO] UFC 274 Ao Vivo | Do Bronx x Gaethje Ao Vivo 07 de maio de 2022


Ao Vivo: UFC 274 Ao Vivo


Ao Vivo: UFC 274 Ao Vivo

Kleydson Rodrigues mostra personalidade na estreia, mas é derrotado em batalha equilibrada no UFC 274

Em sua primeira luta como atleta do Ultimate, Kleydson Rodrigues mostrou personalidade, mas não conseguiu a sonhada vitória no UFC 274, realizado neste sábado (7), em Phoenix (EUA). Adversário de CJ Vergara no card preliminar, o peso mosca (até 56,7g.) teve bons momentos, mas não conseguiu convencer a maioria dos juízes após três rounds de luta. Ao fim de 15 minutos, o norte-americano foi declarado vencedor na decisão dividida.


Revelado pelo ‘Dana White’s Contender Series’, Kleydson, de 26 anos, acabou sofrendo sua segunda derrota como profissional no MMA. Antes do confronto deste fim de semana, o representante da ‘Team Nogueira’ acumulava seis vitórias consecutivas.


Promessa da divisão liderada por Deiveson, Vergara respira aliviado. Com a vitória, o atleta conseguiu vencer a primeira na organização. Em seu debute, o lutador havia sido superado por Ode Osbourne.


A luta

O confronto começou com o brasileiro tomando a iniciativa com um chute baixo, seguido de um cruzado. Vergara respondeu com um cruzado, que entrou limpo no rosto de Kleydson. O combate tinha tons de agressividade, com os lutadores medindo forças próximos ao centro do octógono. Rodrigues seguia apostando nos ataques na base do oponente, mas CJ continuava caminhando para frente e buscava pressionar o tupiniquim contra as grades. Passado pouco mais de um minuto de combate, o brasileiro se aproveitou de um descuido do adversário e aplicou uma ótima queda. Vergara fez força e conseguiu ficar de pé. O amapaense, no entanto, não desgrudava do rival. Perto da metade da luta, CJ conseguiu se desvencilhar e o duelo voltou a ser disputado no centro do octógono. O embate decorria com grande técnica apresentada pelos atletas na trocação. Quando o brasileiro atacava, o norte-americano não o deixava sem resposta. Nos segundos finais, Kleydson lançou um chute na linha de cintura, mas não havia mais tempo.


Na segunda etapa, Vergara conectou um chute na linha de cintura de Kleydson, que obrigou o brasileiro a caminhar para trás. Aproveitando o bom momento, o norte-americano partiu para cima e conseguiu levar o combate para o chão. Por baixo, o brasileiro tentava impedir as transições do adversário, mas o cenário era tenso. Com quase dois minutos de disputa, a vantagem seguia de Vergara, que castigava o tupiniquim no ground and pound. Pressionado contra as grades, Rodrigues não encontrava espaço para se levantar, e era vítima dos ataques do adversário. Com pouco mais de um minuto para acabar a etapa, CJ continuava em posição de domínio, enquanto o amapaense apenas se protegia. Nos segundos finais, Vergara conseguiu a montada, chegou às costas, mas Rodrigues conseguiu uma bela reversão. O brasileiro ficou de pé e passou a agredir o oponente na trocação. O público aplaudia a atuação dos lutadores, mas cronômetro zerou.


PUBLICIDADE:


O round decisivo começou com Vergara caminhando para frente, e lançando chutes e jabs. O brasileiro respondeu com um soco rodado, que passou no vazio. Com pouco mais de um minuto, Kleydson conectou um direto de direita, que explodiu no rosto do oponente, mas CJ não deixava de caminhar em direção ao amapaense. Passados quase dois minutos, Rodrigues surpreendeu e ensaiava uma chave de panturrilha. No chão, a situação era dramática para Vergara, que tentava se desvencilhar. Perto do minuto final, CJ conseguiu sair da posição e o embate voltou a ser disputado de pé. Os lutadores partiram para a trocação franca e mesmo aparentemente cansados, seguiam lançando ataques. A luta acabou com o brasileiro pressionado o adversário contra as grades.


O Brasil terá presença maciça no card do UFC 274. O evento deste sábado (7) acontecerá em Phoenix, no Texas, a partir das 18h10 (Horário de Brasília) e terá disputa de cinturão do peso-leve entre Charles do Bronx e Justin Gaethje e uma esperada revanche entre o ex-campeão do UFC e do Pride, Maurício Shogun Rua, contra o haitiano Ovince St. Preux.


Shogun, que perdeu para St.Preux em 2014 com apenas poucos segundos de luta no UFC Uberlândia, promete fazer jogo duro e tentar iniciar sua despedida da organização de maneira vitoriosa. Seu retrospecto, somando lutas no Pride e no próprio UFC, nas categorias dos médios e meio-pesados, é de 40 lutas, com 27 vitórias, 1 empate e 12 derrotas.


Já na luta principal, o brasileiro Charles do Bronx, atual detentor do cinturão dos peso-leves e que vem de 10 vitórias seguidas no evento, vai encarar Justin Gaethje, de 33 anos, ex-campeão interino da categoria há exatos dois anos, quando venceu Tony Ferguson. O cartel de do Bronx tem 39 lutas, com 31 vitórias e 8 derrotas.


Os outros brasileiros que pisarão no octógono são: Francisco Massaranduba, Marcos Pezão, André Fialho, Norma Dumont, Melissa Gatto, Kleydson Rodrigues e Ariane Sorriso.


Em um final de semana cercado de polêmicas, Charles do Bronx irá enfrentar Justin Gaethje pelo evento principal do UFC 278. A luta deveria valer o cinturão do peso leve da organização, mas isso só seguirá valendo para o americano.


Na sexta-feira, Charles não conseguiu bater o peso e, por causa de 220g, teve seu título tirado pelo UFC. Com isso, uma vitória do brasileiro deixa o cinturão vago e ele como o primeiro colocado do ranking e primeiro desafiante pelo título. Caso Gaethje vença, o americano assume como campeão linear.


Um dos eventos mais aguardados do ano pelos fãs de MMA, o UFC 274 acontece neste sábado (7), em Phoenix, no Arizona (EUA), com um sentimento anticlímax de última hora. Na última sexta-feira (6), Charles do Bronx falhou na pesagem oficial para o evento por exceder em 226g o limite da sua categoria e, em decorrência disso, não é mais o campeão peso-leve da organização.


O confronto diante de Justin Gaethje, no main event da edição, está mantido para acontecer neste sábado, no UFC 274, no entanto, Charles do Bronx não está elegível para o cinturão. Ou seja, se o brasileiro vencer, o posto de campeão da categoria seguirá vago. O faixa-preta de Jiu-Jitsu também deve ser multado pela Comissão Atlética. Por outro lado, Justin Gaethje, que bateu normalmente o peso da divisão dos leves, pode conquistar o título caso vença Do Bronx.


No co-main event do UFC 274, a campeã peso-palha Rose Namajunas tenta se consolidar cada vez mais como um dos grandes nomes da história da categoria. Sua adversária será Carla Esparza, que terá mais uma chance de se tornar campeã dentro do Ultimate.


Além de Charles do Bronx, outros sete brasileiros estarão em ação nessa noite no UFC 274. No card principal, a lenda Maurício Shogun faz revanche contra o americano Ovince St-Preux. Já no card preliminar, Francisco Massaranduba, Norma Dumont, Marcos Pezão, Melissa Gatto, Kleydson Rodrigues e Ariane Sorriso enfrentam Danny Roberts, Macy Chiasson, Blagoy Ivanov, Tracy Cortez, CJ Vergara e Loopy Godinez, respectivamente.


Do Bronx e Justin Gaethje medem forças na luta principal


O UFC retorna a Phoenix pela primeira vez desde 2019 com um confronto que promete ser empolgante na categoria peso-leve, mas que só terá um lutador com chance de sair campeão. Por não ter batido o peso, Charles do Bronx não é mais o campeão dos leves e, mesmo vencendo hoje, não terá o direito de ficar com o cinturão. Dessa forma, apenas Justin Gaethje, que bateu normalmente o peso dos leves, poderá ser campeão da categoria.


Agora ex-campeão peso-leve do UFC, Charles do Bronx (32-8, 1 NC) vai em busca da vitória, mesmo que o cinturão não esteja mais ao seu alcance neste sábado. Recordista em finalizações e em bônus pós-luta no UFC, Charles se estabeleceu como um dos atletas mais empolgantes de todo o plantel do UFC. Ele está atualmente em uma sequência de 10 vitórias, sobre nomes como Dustin Poirier, Kevin Lee e Jim Miller. Charles agora busca derrotar outro competidor do topo da divisão.


O ex-campeão interino Justin Gaethje (24-3) é um dos únicos pesos leves que podem igualar a impressionante habilidade de finalização do brasileiro. Um wrestler All-American da NCAA, ele ganhou quase todas as suas vitórias por nocaute, incluindo vitórias sobre Michael Johnson, James Vick e Edson Barboza. Agora ele planeja testar a determinação de Charles e tentar conquistar seu primeiro título linear do UFC.


Rose Namajunas defende cinturão contra Carla Esparza


A campeã peso-palha do UFC, Rose Namajunas (12-4), retorna à ação no UFC 274 procurando defender com sucesso seu cinturão pela segunda vez, vingando sua derrota de 2014 para Carla Esparza. Entre as atletas mais populares do elenco do UFC, ela detém o recorde de mais vitórias por finalização na história do peso-palha, incluindo vitórias sobre as ex-campeãs Joanna Jedrzejczyk e Weili Zhang. Namajunas agora pretende não deixar dúvidas de que é a melhor peso-palha do planeta com um desempenho impressionante.


Por outro lado, Carla Esparza (19-6) quer recuperar o cinturão peso-palha replicando sua vitória por finalização sobre Namajunas. Atualmente na mais longa sequência de vitórias de sua carreira no UFC, ela garantiu sua chance pelo cinturão com performances memoráveis sobre Yan Xiaonan, Marina Rodriguez e Michelle Waterson. Esparza agora está determinada a provar que sua primeira vitória sobre a campeã não foi por acaso e começar seu segundo reinado na divisão.


Mais sete brasileiros em ação no UFC 274


Além de Charles do Bronx, o card do UFC 274 estará repleto de representantes brasileiros. No peso meio-pesado, a lenda do MMA Mauricio Shogun (27-12-1) faz a revanche contra Ovince St-Preux (25-16). Em uma luta que promete ser uma das melhores da noite, o favorito dos fãs Francisco Massaranduba (27-8) enfrenta Danny Roberts (18-5) no peso meio-médio.


Pelo peso-pena feminino, Norma Dumont (7-1) enfrenta Macy Chiasson (8-2). Em um duelo pelo Top 15 do peso-pesado, Marcos Rogério de Lima, o Pezão, (19-8-1) enfrenta o número 15 da divisão, Blagoy Ivanov (18-4, 1 NC). No peso-mosca feminino, Melissa Gatto (8-0-2) quer estender a sequência de duas vitórias, agora contra Tracy Cortez (9-1). Kleydson Rodrigues (7-1) faz sua estreia no UFC neste sábado contra o também ex-participante do Contender Series, CJ Vergara (9-3-1) no peso-mosca. E fechando o time brasileiro em ação nesse sábado, Ariane Sorriso (14-2) vai atrás de sua terceira vitória consecutiva, enfrentando Loopy Godinez (7-2) no peso palha.


CARD COMPLETO:


UFC 274


Phoenix, no Arizona (EUA)


Sábado, 07 de maio de 2022


Card principal (23h, horário de Brasília)


Peso-leve: Charles do Bronx x Justin Gaethje


Peso-palha: Rose Namajunas x Carla Esparza


Peso-leve: Michael Chandler x Tony Ferguson


Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St-Preux


Peso-leve: Donald Cerrone x Joe Lauzon


Card preliminar (18h30, horário de Brasília)


Peso-meio-médio: Randy Brown x Khaos Williams


Peso-pena: Macy Chiasson x Norma Dumont


Peso-meio-médio: Francisco Massaranduba x Danny Roberts


Peso-mosca: Brandon Royval x Matt Schnell


Peso-pesado: Blagoy Ivanov x Marcos Pezão


Peso-meio-médio: André Fialho x Cameron VanCamp


Peso-mosca: Tracy Cortez x Melissa Gatto


Peso-mosca: Kleydson Rodrigues x CJ Vergara


Peso-palha: Ariane Sorriso x Lupita Godinez


Peso-galo: Journey Newson x Fernie Garcia



[AO VIVO] UFC 274 Ao Vivo | Do Bronx x Gaethje Ao Vivo 07 de maio de 2022

More actions